Comandos em Ação

20 maio 2014 Desenhos Animados    # 1.844 views
destaque

Quando um boneco se transforma num personagem de desenho animado é sinal de que o brinquedo é um sucesso entre a garotada. Pois foi exatamente isso que aconteceu com os bonecos G.I.Joe, ou Comandos em Ação aqui no Brasil, que foram parar na telinha nos anos 80, repetindo o sucesso dos brinquedos que começaram a ser fabricados desde a década de 1960.

Você se lembra por que os bonecos fizeram tanto sucesso? Eles eram bonecos de ação articulados (21 articulações no total), esse era o segredo. Além disso, também era possível trocar o uniforme dos militares. Em 1964, quando os brinquedos começaram a ser produzidos pela Hasbro, nos Estados Unidos, cada soldado media cerca de 30 centímetros. Mas, seis anos depois, a produção foi cancelada.

No Brasil, os bonecos só chegaram a partir de 1978, sendo produzidos pela Estrela até 1984. Aqui, eles foram batizados de Comandos em Ação.

Quando em 1982, a Hasbro voltou a fabricar os bonecos, eles eram menores e mediam 10cm e ainda vinha com capacete, rádio-transmissor, viseira, entre outros acessórios. A nova linha do produto reunia também um maior número de personagens. Além disso, os garotos ainda tinham outra opção: foram lançados brinquedos no formato de veículos e armamentos, como tanques e bazucas. Pronto, agora os garotos podiam usar ainda mais a sua imaginação durante as brincadeiras. E ter os bonecos e os acessórios era o sonho de qualquer garoto nos anos 80.

Desta vez, os brasileiros não tiveram que esperar tanto tempo para ter os bonecos, pois eles chegaram ao país dois anos depois, na mesma época em que a Estrela deixou de fabricar os bonecos maiores. No Brasil, a nova séria foi produzida entre 1984 a 1995 (124 bonecos e 98 veículos). Só quer era meio caro, então só os amigos ricos tinham uma coleção maior. A maioria da molecada tinha um ou outro boneco, então o jeito era se juntar para criar diversas aventuras.

Pois foi a partir do enorme sucesso dos brinquedos entre a criançada que surgiu a ideia de transformar os personagens em desenho animado. Assim, a primeira série animada da franquia foi produzida pela Sunbow entre 1983 e 1987 e, posteriormente, pela DIC entre 1989 e 1991. Foram produzidos 100 episódios no total. Será que há alguma dúvida sobre o enorme sucesso que os desenhos animados fizeram junto ao público infantil? Até hoje há quem sinta saudades dos desenhos cheios de ação. Os moleques que eram um pouco mais velhos reclamavam de algumas coisas, pricipalmente o fato de que ninguém nunca "morria" nos desenhos. Sempre que um caça era abatido, o piloto ejetava e abria o pára-quedas. Mas mesmo assim ninguém perdia um episódio.

No Brasil, o desenho Comandos em Ação estreou no programa infantil Xou da Xuxa, na Rede Globo, sendo exibido diariamente em meados da década de 1980. Como a aceitação do público foi muito grande, Comandos em Ação acabou ganhando um horário próprio na programação de domingo da emissora carioca.

Comandos em Ação rendeu até filmes

G.I. Joe é um grupo de guerrilheiros liderado por Duke, responsável por convocar os militares que vinham de diversas partes do mundo. Sua principal missão é lutar contra o terrorismo, principalmente contra os integrantes do grupo "Cobra". O número de personagens é tanto que muitos deles somente fizeram pequenas participações em alguns episódios da série televisiva.

Inúmeros personagens apareceram nos desenhos, mas entre os principais destaque para: Lady Jane, Bazooka, Dusty, Scarlett, Flint, Gung-Ho, Espírito, Hawk, Wild Bill, Law, Beach Head, Falcão, Roadblock, Leatherneck, Cutter, Snake Eyes, Footloose, Sparks, Quick Kick, Deep Six, Mutt, Sargento Slaughter, Heavy Metal, Jinx, Mercenário, Short Fuze, Zap. Também aparecem: Ace, Airborne, Airtight, Alpine, Barbeque, Big Lob, Blowtorch, Breaker, Chukles, Clutch, Dial Tone, Doc, Flash, Frostbite, Grunt, Iceberg, Lifeline, Lift Ticket, Recondo, Red Dog, Rip Cord, Rock n´Roll, Slipstream, Stalker, Steeler, Taurus, Thunder, Stoolboth, Torpedo, Tripwire e Tunnel Rat.

Os inimigos eram liderados pelo Comandante Cobra, que reuniu um grupo de combatentes bem treinados para promover o terrorismo e dominar o mundo. Seus principais combatentes eram: Destro, Baronesa, Serpentor, Dr. Mindbender, Major Bludd, Ripper, Tomax, Copperhead, Buzzer, Scrap Iron, Caveira, Monkeywrench, Storm Shadow, Pythona, Xamot, Zandar, Firefly, Wild Wiesel, Golobulus, Zarana, Nemesis Enforcer e Thrasher.

No cinema teve uma adaptação live action em 2009, "G.I. Joe: A Origem de Cobra". O filme foi legal, agradou os fãs e ao público em geral, o que rendeu uma continuação ainda melhor em 2013, "G.I. Joe: Retaliação". O elenco é recheado de estrelas do calibre de Bruce Willis, Dwayne Johnson (o The Rock), RZA, entre outros.

...ou deixe um recado por aqui :)
  1. Gustavo

    7 / 23 / 2015 16:35

    Caramba….que leitura fantástica…gostei bastante do seu resumo, foi abrangente e muito real. Parabéns pelos personagens colocados e a forma de mencionar como brincávamos com os amigos, até lembrei que durante o recreio na escola, juntávamos para brincar e até para trocar os bonecos…Um abraço e GIJOEEEEE

    Responder

  2. Madrugaz

    12 / 19 / 2016 21:40

    Ô deseinho animado que eu não gostava! Era tiro e explosão pra tudo que é lado e…Não “morria” ninguem!?!?..Nem os integrantes do “Cobra”!!! ….Huahuahua, brincadeiras a parte, ótimo post sobre essa série que passava nos anos 80. Valeu.

    Responder

Apelido:

E-mail:

Website:

Seu comentário:

Publicar Comentário